| 
  • If you are citizen of an European Union member nation, you may not use this service unless you are at least 16 years old.

  • Stop wasting time looking for files and revisions. Connect your Gmail, DriveDropbox, and Slack accounts and in less than 2 minutes, Dokkio will automatically organize all your file attachments. Learn more and claim your free account.

View
 

MSLA exercise

Page history last edited by pbworks 4 years, 8 months ago

Hospedagem de sites

 Hello! I've entered the sandbox to play. I'm in the MSLA group taking part in the wiki discovery exercise
. I've learned so much as a result of the wonderful examples given in this exercise. Thank you, CSLA, for SLL 2.0!

 

I, too, am visiting the Sandbox as part of the MSLA group doing SLL 2.0. It's THing 17, to be exact. And it is my 3rd post to the Calcurriculum wiki, shich is a really great, and flexible, resource. Thank you CSLA!

1. Talk with recent clients Ask agents to provide a list of what they've listed and sold in the past year, with contact information, says Ron Phipps, past president of the Chicago-based National Association of Realtors, or NAR. Before you start calling the names, ask the agent if anyone will be "particularly pleased or particularly disappointed," he says. With past clients, "I'd like to know what the asking price was and then what the sales price was," says William Poorvu, adjunct professor emeritus at Harvard Business School and co-author of "The Real Estate Game: The Intelligent Guide to Decision-making and Investment." And, if you're the seller, ask if these past properties are similar to yours in price, location and other salient features, Poorvu says. What you want is someone who specializes in exactly what you're selling. SHARE THIS STORY LinkedIn Delicious Reddit Stumbleupon Email story Another good question for sellers is: How long has the home been on the market?

2. Look up the licensing States will have boards that license and discipline real estate agents in those states, says Phipps. Check with your state's regulatory body to find out if the person is licensed and if there have been any disciplinary actions or complaints, or check to see if the information is posted online.

3. Pick a winner Peer-given awards count, says Phipps. One that really means something is the "Realtor of the Year" designation awarded by the state or local branch of NAR. "These agents are the best as judged by their peers," he says. "That's a huge endorsement."

4. Select an agent with the right credentials Just as doctors specialize, so do real estate agents. And even generalists will get additional training in some areas. So that alphabet soup after the name can be an indication that the person has taken additional classes in a certain specialty of real estate sales. Here's what some of the designations mean:

5. Research how long the agent has been in business You can often find out how long the agent has been selling real estate from the state licensing authority. Or, you can just ask the agent. "If they haven't been in business five years, they're learning on you and that's not good," says Robert Irwin, author of "Tips & Traps When Buying a Home." Ultimately, what you're looking for is someone who is actively engaged in a particular area and price range, says Phipps. You'll want to know what knowledge of those two factors they can demonstrate and "what kind of market presence they have," he says.

6. Look at their current listings Check out an agent's listings online, says Brobeck. Two places to look are the agency's own site and Realtor.com, a website that compiles properties in the Multiple Listing Service into a searchable online database. Most buyers start their search on the Internet, and you want an agent who uses that tool effectively. "A key thing is an attractive presentation on the Web," says Brobeck. You also can look at how closely the agent's listings mirror the property you want to buy or sell. Are they in the same area? Is the price range similar? And does the agent have enough listings to indicate a healthy business but not so many that you'd just be a number?

7. Ask about other houses for sale nearby A good agent should know about other area properties that are available "off the top of his head," says Irwin. Mention a house in your area that's sold recently or is for sale. If the agent knows the property and can give you a few details, that means he or she really knows your area, he says. "You want someone like that who's on top of the market."

Propósito

O arquivo hosts é uma das facilidades existentes no endereçamento de redes dentro de um computador. Faz parte da implementação do protocolo de internet , e serve na tradução de um nome compreensível para os seres humanos em um endereço ip, que identificará um integrante ou destino da rede.

Em alguns sistemas operacionais utilizam o arquivo hosts como método preferencial de resolução de nomes ao invés de outros métodos como o DNS ou ainda implementarem o Name Service Switch, que define várias formas de resolução de nomes. Ao contrário do DNS, o arquivo hosts permite o controle direto do administrador local de um computador.
Conteúdo do Arquivo

O conteúdo do hosts consiste basicamente em linhas que definem os hosts, e colunas onde a primeira determina o endereço ip, e as colunas subseqüentes determinam os possíveis nomes para tal endereço. O caractere # no início de uma linha define um comentário, e tal linha será ignorada na resolução de nomes.

#Exemplo de arquivo Hosts, do Sistema Debian GNU/Linux
127.0.0.1       localhost
192.168.1.1     gateway firewall

# The following lines are desirable for IPv6 capable hosts
::1     localhost ip6-localhost ip6-loopback
fe00::0 ip6-localnet
ff00::0 ip6-mcastprefix
ff02::1 ip6-allnodes
ff02::2 ip6-allrouters
ff02::3 ip6-allhosts

Este exemplo define que o ip 127.0.0.1 terá o nome localhost, e o ip 192.168.1.1 os nomes gateway ou firewall. Os outros nomes abaixo do segundo comentário foram gerados de forma automática na instalação, definindo endereços pré-determinados do tipo IPv6
Localização do arquivo hosts

A localização do arquivo hosts varia, dependendo do sistema operacional ou sistema de arquivos em questão:
Sistema Operacional     Versão(ões)     Localização
Unix, Unix-like, POSIX         /etc/hosts[1]
Microsoft Windows     95, 98/98SE, Me     %WinDir%\
NT, 2000, e XP 32-bits[2] , 2003, Vista, 7     %SystemRoot%\system32\drivers\etc\
Versões 64-bit[3]     %SystemRoot%\system32\drivers\etc\ (Muitas fontes, incluindo a própria documentação da microsoft apontarão tal arquivo para %SystemRoot%\SysWOW64\drivers\etc\)[4]
Windows Mobile     Chave de Registro: \HKEY_LOCAL_MACHINE\Comm\Tcpip\Hosts
Apple Macintosh     9 ou mais recentes     System Folder: Preferências ou Diretório do Sistema
Mac OS X 10.0 – 10.1.5 [5]     (Adicionado por NetInfo ou niload)
Mac OS X 10.2 and newer, iOS     /private/etc/hosts [5] ou desde que o /etc é um link simbólico para /private/etc, /etc/hosts (como POSIX)
Novell NetWare         SYS:etc\hosts
OS/2 & eComStation         "bootdrive":\mptn\etc\
Symbian     Symbian OS 6.1–9.0     C:\system\data\hosts
Symbian OS 9.1+     C:\private\10000882\hosts
Android         /system/etc/hosts
História

Na ARPANET, a predecessora da internet, não existia uma base de dados distribuída de nomes. Cada rede mantinha sua própria forma de mapear os integrantes dessa rede de forma a distribuir nomes que fossem facilmente memorizados pelos usuários. Não havia formas de verificar que dois computadores estavam utilizando o mesmo nome, ou obter uma cópia recente do arquivo hosts de outro computador.

A dimensão da ARPANET na época, fazia com que a distribuição de um novo arquivo hosts gerasse pouco retrabalho e fosse algo relativamente preciso. Nós de rede possuíam apenas um endereço e vários nomes associados, porém, com a popularidade da LAN crescendo, a manutenção e alteração do arquivo hosts se tornou dificultosa e a frequência de alterações em tal arquivo também aumentou de forma significativa.

Padronizações por outro lado como a especificação do arquivo HOSTS.TXT na RFC 952, e protocolos de distribuição como o servidor de hostnames na RFC 953, ajudaram com estes problemas, porém a forma monolítica e centralizada de servidor de nomes, gerou a necessidade da criação do DNS distribuído.
Funcionalidades adicionais

Em sua função de resolver nomes, o arquivo hosts pode ser usado para definir nomes ou domínios para serem utilizados pelo sistema local. Esta funcionalidade pode ser benéfica ou utilizada para fins maliciosos.

Redirecionar domínios locais
    Alguns serviços web, e administradores ou desenvolvedores da intranet definem domínios locais em sua LAN, com o objetivo de acessar recursos internos a empresa, ou criar um ambiente para desenvolvimento e teste de software.
Bloqueio de conteúdo da internet
    Entradas especialmente criadas no arquivo hosts podem ser utilizados para bloquear publicidade na internet(online advertising), ou domínios que podem conter conteúdos maliciosos como servidores com spyware, adware, ou qualquer tipo de malware[6] . Esta configuração pode ser atingida adicionando entradas para tais sites, redirecionando as requisições para um endereço IP inexistente, ou que não possui tais conteúdos.

Existem vários softwares que povoam o arquivo hosts com entradas indesejáveis de conteúdo de internet de forma automática.[6]
Segurança

Por ser a principal regra de resolução de nomes local, o arquivo hosts representa um vetor de ataque para softwares de conteúdo malicioso. O arquivo pode ser hackeado, por exemplo, por um adware, vírus de computador ou por um software do tipotrojan horse, sendo modificado para redirecionar o tráfego para um destino com conteúdo intrusivo ou ofensivo para o usuário de um computador.[7] O Worm Mydoom.B, conhecido pela sua grande infecção, bloqueava o acesso de usuários a sites sobre segurança de computadores ou sites de antivírus, assim como também afetava o acesso dos usuários ao site do Windows Update, da empresa Microsoft
Referências

Webmail


Guia do Administrador Linux – Escrevendo no arquivo hosts  Hospedagem de sites- em inglês. Visitado em 16 Mai, 2010.
Microsoft KB Q314053: TCP/IP and NBT Parâmetros de configuração do Windows XP - em inglês. Visitado em 28 Ago, 2010.
Microsoft KB 972034 Revisão 2.0: Arquivo hosts padrão - em inglês. Visitado em 28 Ago, 2010.
Onde está o arquivo hosts no Windows x64? - em inglês. Visitado em 30 Out 2010.
Mac OS X: Como adicionar hosts ao arquivo hosts - em inglês. Visitado em 28 Ago, 2010.
http://www.mvps.org/winhelp2002/hosts.htm

    Remove Trojan.Qhosts – Symantec - em inglês. Visitado em 16 Mai, 2010.

Ligações Externas

    Ordem de resolução de nome no TCP/IP Microsoft - em inglês
    Notas sobre resolução de nomes no Linux - em inglês

Ícone de esboço     Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

 

Page Visitors: 

 

 

Recent Visitors

Comments (0)

You don't have permission to comment on this page.